Atualizado 28/08/2018 - 21:00

Obras de duplicação da Av. da Felipe Wandscheer ficarão prontas em julho

Compratilhe

 

A empresa envolvida na Operação Pecúlio terá de  promover o reforço da camada asfáltica e corrigir os vícios da obra

 

A Prefeitura informou ontem que as obras de duplicação da Avenida Felipe Wandscheer serão entregues em 18 de julho deste ano. A obra estava parada há um ano devido a uma série de irregularidades descobertas pela Operação Pecúlio.

 

As obras foram retomadas em dezembro do ano passado. Segundo a Comunicação Social, a Prefeitura conseguiu economizar R$ 4,3 milhões em função do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado pelo Município, MPF e a empresa Terraplanagem SR.

 

De acordo com o TAC, a Terraplanagem SR terá que pagar ao município uma indenização no valor de R$ 458.557.98, referente aos danos coletivos causados aos iguaçuenses. A empresa também deverá executar serviços extras no valor de R$ 424.186.52, para promover o reforço da camada asfáltica e corrigir os vícios da obra, apontados por uma auditoria contratada pela prefeitura.

 

“Para garantir a qualidade em todas as etapas da duplicação, equipes técnicas do Município acompanham diariamente a evolução dos serviços”, informou ontem a Prefeitura por meio da Agência Municipal de Notícias.

 

O engenheiro da Terraplanagem SR, Micael Sensato, foi ouvido e garantiu que a primeira parte do cronograma de obras já foi executada e as equipes seguem trabalhando na preparação do solo para a aplicação da pavimentação asfáltica.

 

“Já executamos a fase mais pesada da obra, e agora estamos trabalhando na preparação da base para a aplicação do concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ). Apesar das intensas chuvas, estamos empenhados em concluir os serviços até julho”, disse Sensato.

 

Serviços complementares

Até o dia 18 de julho de 2018, a Terraplanagem SR deverá obrigatoriamente executar serviços de terraplanagem, implantação de pavimentação asfáltica, pavimentação em concreto (ciclovia/passeios), galerias pluviais (drenagem), pontos de ônibus, sinalização viária e paisagismo na Av. Felipe Wandscheer. Os serviços integram o pacote dois do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

 

Sem continuidade

Ao contrário do que muita gente pensava, o projeto de duplicação da Avenida Felipe Wandscher termina na Avenida Iguaçu e não na Avenida Paraná. O esclarecimento foi prestado pela Comunicação Social da Prefeitura nesta quarta (28) a pedido da reportagem.

 

“O Projeto de duplicação licitado e aprovado à época não segue até a Avenida Paraná. O término da obra é no cruzamento das Avenidas Iguaçu e Felipe Wandscheer. No local será feito um desvio ligando a parte onde a avenida já era dupla até a extensão nova”, informa.

 

Também foi esclarecido que “toda obra será feita de forma a comportar o fluxo de veículos a que se pretendia originalmente, obedecendo os padrões técnicos”.

 

Essas obras receberão uma camada maior de asfalto para compensar a medida inferior de base e sub-base, de acordo com o laudo técnico feito pela empresa Falcão Bauer e homologado pelo MPF com a Prefeitura e a S. R. Terraplanagem.

 

Sobre os postes instalados no canteiro central da Avenida, a Comunicação Social respondeu: “O prefeito Chico Brasileiro já pediu, pessoalmente, para a Copel se manifestar quanto a possibilidade de retirar os postes, fazendo a ligação subterranea ou, sendo impossível, que faça por vias aéreas, mas optando por um dos lados da via e com um número reduzido de postes”.

 

Multa diária

De acordo com o TAC, a empresa deverá concluir os serviços na Avenida até o dia 18 de julho de 2018, sob pena multa diária de R$ 10.873,92 e sem direito a reajuste financeiro.

 

O Município também deixará de pagar R$ 2.428.801,79, sendo R$ 1.323.191,39 que foi reduzido a partir da reprogramação da obra e R$ 1.105.610,40 referente a valores que a empresa Terraplanagem SR recebeu de forma indevida no ano de 2016.

 

Ao retomar a obra com a Terraplanagem SR, o Município está obtendo uma vantagem econômica de aproximadamente R$ 1.000.000,00, já que os preços praticados atualmente pelos mesmos serviços são superiores aos de 2014, ano que o contrato foi assinado.

 

Ao todo o TAC está beneficiando o município com uma economia de R$ 4.311.546,29. (AMN)

Engenheiro da SR diz que a fase mais pesada da obras já foi concluída

 

 


Fale conosco

contato@diariodascataratas.com.br

Telefone:(45) 99959-5971

Anuncie Já

Confira as opções de anuncios que o Diário das Cataratas tem para você !

Copy Right 2017 - Todos direitos reservados a Diario das Cataratas